Led no Crescimento Capilar
Publicado em: 16/11/2015 às 12h12

Imagem: Google™ / Apele   Imagem ilustrativa
Há muitos anos foi descoberto o efeito da laser terapia no aumento capilar.

O emprego efetivo de luzes ou laser para o aumento dos cabelos veio justamente da observação que quando tentava-se promover depilação a laser em energias baixas, ao invés de depilar ,estimulava-se o crescimento dos cabelos.

O primeiro relato que correlacionou a aplicação do laser ao crescimento de pelos, foi realizado por Endre Mester e colaboradores em 1967. Os investigadores ao empregar a Terapia a Laser de Baixa Intensidade (LLLT, do inglês Low-Level Laser Therapy) para investigar o potencial efeito cancerígeno no dorso raspado de cobaias, observaram o crescimento de pelos na área depilada que tinha sido exposta ao laser.  Este achado de pesquisa motivou o interesse pela compreensão de quais aparatos a laser poderiam promover respostas clínicas eficazes, sem risco para os pacientes portadores de diferentes formas clinicas de alopecia e quais mecanismos terapêuticos estariam envolvidos nestas respostas.  

Em 2002, Gerardo Moreno-Arias e colegas relataram o fenômeno denominado hipertricose paradoxal, ou terminalização, ou indução do crescimento de cabelo terminal. O achado clínico foi descrito como efeito secundário raro, mas significativo, presente aos três a seis meses após tratamento com luz intensa pulsada (IPL, do inglês Intense Pulsed Light) em pacientes hirsutas. Para os autores a luz intensa pulsada teria a propriedade de induzir a ativação de folículos pilosos latentes nas áreas não tratadas, próximas às estas tratadas.

Segundo revisão recente realizada por Sophia e colbs, a hipertricose paradoxal ocorre com uma taxa de incidência que varia de 0,6 à 10 por cento, após o emprego de terapias a laser em baixas densidades de energia, com quase todos tipos de laser.

Aplicação da laserterapia no tratamento da alopecia androgenética:

A terapia a laser de baixa intensidade ou fotobiomodulação ou fotobioestimulação foi aprovada pelo US Food and Drug Administration (FDA) em 2007 como uma abordagem segura para o tratamento de alopecia androgenética masculina e feminina. A partir deste momento uma série de dispositivos comercialmente disponíveis, projetados para uso doméstico (diariamente ou várias vezes por semana), relativamente baratos quando comparados aos tratamentos médicos ou cirurgias de transplante capilar apareceram no mercado. O que distingue a terapia a laser de baixa intensidade das outras formas de terapia a laser é o seu uso em baixa potência com baixa densidade. A maioria dos aparelhos de terapia a laser de baixa intensidade opera com um intervalo de comprimento de onda entre 600 - 1000 nm e utiliza energia muito menor que a exigida para aquecer os tecidos (10 mW/cm, 2-5 W/cm²).9,23-25,33-35 

Foi baseado nestas pesquisas que foram desenvolvidos dispositivos médicos e para uso domiciliar(home devices) baseados em lasers e LEDs para aumento capilar. 

Os melhores LEDs para estímulo capilar são o vermelho e o infra-vermelho. 

Muito difundido nos Estados Unidos para esta finalidade, no Brasil ainda poucos dermatologistas prescrevem para uso domiciliar.

Recentemente o FDA aprovou LEDs para o estímulo capilar para uso domiciliar. Porém segundo o Dr. Carlos Roberto Antonio, quando o dermatologista receitava o paciente usava por alguns dias ou semana e depois passava a esquecer. Recentemente foi desenvolvido bonés de LEDs que possuem adaptador ao carro, fazendo com que o paciente use no trânsito em seu trajeto até seu trabalho ou de volta a sua casa. “Personalizamos bonés da clínica e oferecemos como tratamento auxiliar ao tratamento dermatológico para aumentar a eficácia de nosso tratamento e manter a fidelização de nosso paciente” diz o Dr. Carlos 
Fonte: Apele Dermatologia
De: 1.098,90
Por:
R$ 999,00   Frete Grátis
Vendido e entrege por:
Suprema Marcas
De: 979,00
Por:
R$ 890,00   Frete Grátis
Vendido e entrege por:
Suprema Marcas
REVISTA CIENTÍFICA
Queda de cabelos e possibilidade de transplantes
Para comentar você precisa ter cadastro no site ou entrar.